NOSSOS BLOG'S

BLOGS: * das Xerifas - FORASTEIROS: * Tradição
Aqui, quando mortos, viveremos, quando mudos, falaremos.

domingo, fevereiro 02, 2014

Sessentão intelectual, o nosso "Tudólogo".

Se você quer bater um papo, sobre qualquer assunto, se quer instrução sobre alguma coisa que não compreende bem, se você tem algum interesse em especial, mas não encontra parceiro para debater ou trocar informações, seus problemas acabaram pois temos a solução: convide o nosso grande amigo Léo para beber algumas fermentadas originária do Egito (ja chamando para o debate), a cerveja, que vai ter um parceiro empolgado (e isso é importante, ele não só conversa, como o faz com empolgação).
Léo completa 60 anos e mantem um vigor no jogo e vibrante participação  nos forasteiro,s exemplar, é nosso primeiro a passar essa marca e por isso, a minha grande satisfação de prestar-lhe essa homenagem.
Léo e Dona Marilene
Léo chega aos sessenta aos transmitindo a todos o que pode de seu vasto conhecimento, uma grande qualidade pois, muitos que possuem e tem conceitos modernos e realistas do mundo guardam para si e não contribuem para melhorar o sistema atual.
Léo o Jogador: Grande zagueiro segundo ele quando eu jogava ao seu lado não marcava ninguém devido a confiança que tinha nele para defender e quando jogava ao contrário tinha boa atuação na defesa por não te-lo de parceiro, é possível que sim pois o Léo tem grande senso tático, sabe os atalhos e suas limitações usando isso a seu favor, um dos  dois maiores roubadores de bola do Forasteiros e ainda com chute muito forte.

De todas as características que admiro no Léo a maior é sua capacidade de enxergar qualquer problema de forma racional e serena, em qualquer situação, apesar de as vezes esquentar a cabeça com o jogo. Sua visão das coisas é da lógica e racionalidade, com isso contribui em muitos debates quando cada um enxergar só pelo seu viés, um pensador em tempo integral, um racionalizador em tempo integral, um Filósofo crioulo. Para terminar nosso homenagem, falamos sobre seu poder de retórica o que lhe garante uma imagem de conversador, mas não é bem assim, o que acontece que pelo respeito ao seu conhecimento, cultura e sensatez, também pela falta de parceiro no nível, Léo estende a fala, (o que gosta muito), assunto as vezes não conhecido totalmente pelos companheiros (e aqui não vai nem um demérito a ninguém), fala sempre compropriedade toma conta da palavra ao invés de ficar zoando dos outros ou soltando gazes como muitos (e tem gente acha graça). Léo um grande abraço dos Forasteiro que tem neste "Bispo" a maiorr admiração, que não nos deixe nunca, um abraço.
Postar um comentário

Arquivo do blog