NOSSOS BLOG'S

BLOGS: * das Xerifas - FORASTEIROS: * Tradição
Aqui, quando mortos, viveremos, quando mudos, falaremos.

sábado, fevereiro 21, 2009

14ª Rodada - Liderança dada de presente.

Com o jogo encrencado, tentando com muito esforço virar o placar que apresentava uma diferença de 2 x 5, o Léo, depois de impedir mais um chute perigoso do time Laranja, sente uma contratura no músculo posterior da coxa, sai do jogo e não retorna mais. Preocupa-se com o resultado do jogo, pois seus parceiros de time não tem, como principal característica, a marcação. Os que defendem muito, como o Foppa e o Chico, não estavam, até aquele momento, rendendo bem. O Miguel, na frente, não conseguia ser acionado. O Geraldo, com muita movimentação, mas com jogadas que não rendiam gols ao time. O Feck, que é um bom marcador, e que estava no banco para entrar, não tinha ainda se achado no ano. Da mesma forma o Valdemar e o Hélvio, que intercalavam boas atuações e outras nem tanto.
Do outro lado, estavam o Ildo, outro baita goleiro, com a 3ª melhor campanha do ano, o Maninho, 2ª melhor campanha do ano, só perdendo para o Léo, o Celso, disparadíssimo líder do ranking e cujas qualidades todos conhecemos, o Beto, sempre incansável, que, mesmo não tendo os mesmos resultados de outros tempos, sempre compôs uma boa parceria com o Celso, o Ademar, que marca bem e chuta melhor ainda, o Paulo Pires, líder do mês e com a 4ª melhor campanha do ano, o Clenir, marcador, malandro, que, com o resultado a seu favor, sabe amorcegar o jogo como poucos, e, mais tarde, o Foguinho, uma incógnita em quadra, mas sempre um perigoso goleador.
Reiniciado o jogo com a nova formação, e o resultado, que poderia parecer difícil de se reverter, aos poucos começa a virar em favor dos Verdes. O que foi que aconteceu para isto ser possível?
Primeiro, que o Foppa e o Chico começaram a render espetacularmente bem naquilo que melhor sabem fazer: defender. O Foppa, além disso, se manteve calmo na hora da adversidade, criando, assim, com suas defesas e comportamento, um clima favorável para o time jogar com tranquilidade. O Chico jogou como nos seus melhores tempos: atacando e defendendo bem o tempo todo. E marcando gols. O Feck talvez tenha jogado a sua melhor partida de todos os tempos de Forasteiro: marcou, desarmou, armou, fez gol e foi co-autor de outro, ao realizar um corta-luz na frente do goleiro Ildo, que nada pode fazer para evitar que o torpedo disparado pelo Hélvio da intermediária esquerda da sua quadra fosse estufar o ângulo esquerdo da sua goleira: um golaço. Além disso, o Hélvio, junto com o Valdemar, que fez 3 dos 10 gols, armaram, marcaram, "cafungaram" e não deram trégua ao time adversário, dando passes precisos e produtivos, que acabaram com boas finalizações e gols. O Miguel, goleador disparado no ranking dos Forasteiros, mas que não vinha tendo, neste ano, uma safra boa de gols, fez 3 e podia te feito mais. Além do mais, saiu da sua característica e, junto com o time, marcou espetacularmente bem. Num só ataque do time adversário, bloqueou por três vezes seguida os chutes potentes por eles desferidos. Infernizou, junto com o Geraldo, a vida do goleiro Ildo. O Geraldo, por sua vez, comprovou em quadra que o índice de 80% de aproveitamento conquistados nos jogos deste ano não foram por acaso. O italiano vem jogando bem, de forma solidária, corrido com mais desenvolvura, e, quando começar a fazer os gols que têm criando e deixando de fazer, vai encostar rapidamente no líder Léo. Este, por sua vez, foi o grande beneficiado da noite: sua lesão foi oportuna para que seu time, que estava perdendo e não vinha jogando bem, virasse o jogo e lhe atirasse no colo, de presente, a liderança do mês de fevereiro. Mas não uma liderança tranquila, refrescante, pois são 7 os jogadores com chances de serem campeão do mes, pois, junto com ele, com 12 pontos e saldo 12, estão: Paulo Pires, com saldo 7, e Geraldo, com saldo 6. Com 9 pontos estão: Hélvio, saldo 7, Miguel e Chico, saldo 4, e Feck, saldo 0.
A última rodada que falta para fechar o mês, em virtude de não haver a da próxima 3ª feira, 24.02, é a do dia 27.02, 6ª feira. As cartas definirão a chance da metade dos postulantes. A outra metade será definida em quadra. Bom jogo a todos.
Ficha Técnica - 14ª rodada - 20.02.2009:
Verdes: Foppa, Feck (1), Chico (2), Hélvio (1), Geraldo, Valdemar (3), Miguel (3) e Léo (1).
Laranja: Ildo, Clenir, Maninho (1), Beto, Celso (1), Ademar (2), Paulo Pires (3) e Foguinho.
A presença dos jogadores foi muito boa: 16 dos 20 jogadores do grupo.
Visitantes: Os anotadores Rafael Müller e Roberto Carlos (Goiabinha), acompanhando o Hélvio, a espôsa Sandra e o filho Alexandre, acompanhando o Clenir, a espôsa Marlene, acompanhando o Ildo, o sogro José Braga, e, numa passagem meteórica, Rafael Fernandes e Felipe, respectivamente filho e genro do Chico.
Na copa, a sempre camarada Helga e nosso anfitrião Foppa.
Pilotando a churrasqueira, nosso amigo Clenir.
Frase do dia: "Ante victoriam ne canas triumphum" - Ante (perante, diante da) a vitória não cante triunfo (não conte vantagem, não se vanglorie, não tripudie).
Existe uma versão, que parte de uma tradução errada desta frase, mas que se popularizou e tem o seu sentido, que é a seguinte: Antes da vitória não cante triunfo.
Postar um comentário

Arquivo do blog