NOSSOS BLOG'S

BLOGS: * das Xerifas - FORASTEIROS: * Tradição
Aqui, quando mortos, viveremos, quando mudos, falaremos.

quarta-feira, abril 04, 2012

EMBURRADOS

É semana santa, tempo de reflexão e de perdão, tem muita gente dos Forasteiros saindo de nossos encontros descontentes, quando na verdade o objetivo de nossos encontros é a descontração,
Os motivos são os mais bisonhos possíveis, por penalte, por mão, por reclamações, por ficar muito tempo na reserva e até por lateral estão se stressando.
O texto que publico, que nem sei se seria apropriado para esta época, mas de qualquer forma, estamos neste mundo para fazer nossos semelhantes e por consequencia sermos igualmente felizes.

Bonder, Nilton.
A Cabala do dinheiro / Nilton Bonder. - Rio de Janeiro - Imago Ed., 1991
"A um rabino muito justo foi permitido que visitasse o purgatório (Gehena) e o paraíso (Gan Eden). Primeiramente foi levado ao purgatório, de onde provinham os gritos mais horrendos dos rostos mais angustiados que já vira. Estavam todos sentados numa grande mesa. Sobre ela estavam as iguarias, as comidas mais deliciosas que se possam imaginar, com a prataria e a louça mais maravilhosa que jamais vira. Não entendendo por que sofriam tanto, o rabino prestou mais atenção e viu que seus cotovelos estavam invertidos, de tal forma que não podiam dobrar os braços e levar aquelas delícias às suas bocas.

O rabino foi então levado ao paraíso, de onde partiam as mais deliciosas gargalhadas e onde reinava um clima de festa. Porém, ao observar, para sua surpresa, o rabino encontrou todos sentados à mesma mesa que vira no purgatório, contendo as mesmas iguarias, tudo igual - inclusive seus cotovelos, invertidos também -, apenas com um detalhe adicional; cada um levava a comida à boca do outro".


COMENTÁRIOS
Léo Philippsen disse... Belo exemplo de solidariedade. Assim parece que se apequenam as nossas reclamações quanto a falta de rodízio e de passes na hora do jogo, da monopolização dos chutes na hora do aquecimento antes do jogo iniciar (tem gente que é fominha até nesta hora),etc. Não lhe parece que isto é um sinal de que estamos ainda mais perto do purgatório do que do Paraíso?
Postar um comentário

Arquivo do blog