NOSSOS BLOG'S

BLOGS: * das Xerifas - FORASTEIROS: * Tradição
Aqui, quando mortos, viveremos, quando mudos, falaremos.

sexta-feira, abril 06, 2012

Um Grupo de personalidades controversas.

A equipe de redação do blog esta preocupada com as animosidades que persistem em nossa equipe, por variados motivos e em diferentes momentos.
Nosso time se denomina Forasteiros, nome dado pela procedência de cada participante, um de cada lugar, vindo de diversas partes do estado e portanto culturas diferentes, junto a isso a questão de etnia, de formação, de ramo de trabalho.
Cada qual tem sua opinião praticamente formada sobre praticamente todos os assuntos (visões diferentes), pois são pessoas maduras, a maioria politizada e com larga folha de trabalho prestada em algum setor.
É muito difícil que haja concordância sobre qualquer coisa unanimamente, então os participantes do Forasteiros devem praticar duas virtudes:

Tolerância: Saber que somos heterogêneos e aceitar que o companheiro não se comporte exatamente como eu penso que é correto ou que eu ensinaria meu filho, só assim vou dar um espaço para que  não me sinta angustiado ou um peixe fora d'agua.

Limite (Respeito) : Entender que cada pessoa foi criado com valores diferentes e não avançar nas atitudes baseado no que nós pensamos que é aceitável como brincadeira, como desabafo ou palavras ofensivas para ver os outros rirem (sorriso amarelo) assim como nós faziamos quando eramos crianças e adolescentes.

Somos um grupo de vinte pessoas aproximadamente, com muitos sub-grupos por afinidades e culturas não podemos fazer aos outros ou ao grupo o que não gostaríamos que fizessem conosco ou que nós criticaríamos se fosse com outro participante a velha empatia.

Sobrevivemos no Forasteiro porque possuímos alguns mais chegados que se identificam conosco, futebolisticamente, culturalmente e nas opiniões e os outros que não são tanto mas aprendemos a respeitar e procurar o que tem de bom neles, e assim fazem conosco, se sairmos a procurar os defeitos não sobrará ninguém para apagar a luz, nem no nosso e nem em qualquer grupo.

A nossa grande virtude é conviver com os diferentes.

COMENTÁRIOS
Léo Philippsen disse... É isso aí Hélvio. Temos que praticar a arte de bem viver na turbulência. Neste ambiente, temos que nos esforçar para entender e aceitar momentos de desentendimento e desânimo, que acontecem ou poderão acontecer com qualquer um de nós. Num grupo heterogêneo como o nosso, nem se fala. Ambiente ideal, acho que só no Paraíso. Bom, aí já é outra história.
Postar um comentário

Arquivo do blog